19 de fevereiro de 2014

CANELA - Sirva este afrodisíaco com amor!



   Além de perfumada, com aroma doce, quente e apimentado, a canela é muito gostosa, extraída da casca de uma árvore, é vendida em ‘paus’, em pó ou em folhas, é muito boa para a saúde.   Podemos pensar na canela  como uma possibilidade de conservante alimentar, uma vez que inibe o desenvolvimento das bactérias e fungos, aliás, a maioria das especiarias tem esta característica e foi por isto tão usada antes da invenção da geladeira.
   A canela é fonte de manganês, fibra dietética, ferro, cálcio, cinamaldeído, eugenol, linalol, acetona de metilamina e outros componentes.
   A canela atua no controle da glicemia e por isto é sempre bom adicionar um pouquinho dela em receitas com carboidrato.  
  Além de controlar a glicemia, ela também é antioxidante e anti-inflamatória, antimicrobiana e bactericida, melhora a circulação periférica nas extremidades, aumenta a temperatura corporal (boa no inverno).  É anticéptica e favorece as menstruações difíceis e infecções vaginais por ser fungicida e bactericida.   Também é benéfica nas infecções respiratórias, anginas, faringite e laringite, melhora o trato digestivo como gases, espasmos gástricos e musculares, e diarreias de origem bacteriana. 
   A canela é revigorante, aumenta a resistência a fadiga, além de reduzir o estresse.   Auxilia no combate ao colesterol e o triglicerídeo, reduz o apetite e o acúmulo de gordura, pois melhora a sensibilidade dos tecidos a ação da insulina; e impulsiona a atividade cerebral, favorece a lactação, reduz artrites, é tônico digestivo, reduz infecção urinária, é anticoagulante (favorece um fluxo sanguíneo mais adequado), melhora dores de cabeça e enxaquecas e a diabetes tipo II.  


   Isto porque ainda não mencionei que a canela é afrodisíaca.   Isto mesmo, ela é um forte estimulante sexual.   O óleo de canela atua contra artrite, reumatismo, frigidez e impotência, além de gripes, resfriados e infecções microbianas e neurastenia.


Dica: polvilhe sobre sobremesas, ponha alguns pauzinhos no café, doces, cremes, mousses, chá, com mel ou como a imaginação ditar.   Com mel é ainda mais potencializada.








CANELA, sirva com amor!
Depois de tomar o chá, coma a xícara ! :-)




“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose.” (Roger Stankewski)

Reações:

0 comentários:

PUBLIQUE TUAS RECEITAS NA COMUNIDADE

PÁGINA

Verdes Anos