6 de novembro de 2016

12 benefícios do mamão


Não é de se admirar que o mamão era chamado de “fruto dos anjos” pelo conquistador Cristóvão Colombo. Seu sabor doce e refrescante, sua consistência macia e a polpa de cor laranja vibrante são atrativos para os olhos e também para o paladar.

Para a nossa sorte, aqui no Brasil encontramos esta fruta exótica ao longo de todo o ano. As sementes gelatinosas de mamão também são comestíveis, embora o seu sabor seja um pouco amargo e picante.

A fruta, bem como as outras partes do mamoeiro, contém papaína, uma enzima que ajuda a digerir as proteínas. Esta enzima é especialmente concentrada na fruta ainda verde e serve para fazer suplementos digestivos e também é usada como um ingrediente em algumas gomas de mascar.

O mamão é uma fonte natural de vitaminas e minerais e pode beneficiar imensamente a saúde e a vitalidade do nosso corpo porque é muito saudável.

Entre os benefícios do mamão para a saúde podemos listar o suporte a digestão, ao sistema imunológico e à saúde do coração, entre muitos outros.

Propriedades do mamão

Além do sabor delicioso e da cor do sol dos trópicos, há uma série de benefícios do mamão para a saúde de quem o consome. A fruta é uma fonte rica de nutrientes.

Mamões possuem antioxidantes como os carotenoides, vitamina C e flavonoides; vitaminas do complexo B, ácido fólico e ácido pantotênico; e os minerais potássio, cobre e magnésio, além de fibras. Juntos, estes nutrientes promovem a saúde do sistema cardiovascular e também fornecem proteção contra o câncer de cólon. Além disso, contém a enzima digestiva papaína, que é usada para o tratamento de lesões desportivas, traumas, e alergias.

Muitos estudos sugerem que o aumento do consumo de alimentos vegetais como o mamão diminui o risco de obesidade, diabetes, doenças do coração e traz outros benefícios como pele e cabelo saudáveis, aumento da energia e diminuição do peso.

Composição nutricional do mamão

Um mamão papaia médio tem cerca de 120 calorias, 30 gramas de carboidratos (incluindo 5 gramas de fibra e 18 gramas de açúcar) e 2 gramas de proteína.

Mamão é uma excelente fonte de vitamina C e um único fruto médio pode fornecer o dobro das necessidades diárias do nosso organismo.

9 de março de 2016

15 dicas de alimentação saudável!



É muito importante que nós tenhamos hábitos saudáveis em nossa vida, para extrairmos o máximo de nossa qualidade de vida, veja abaixo as 15 dicas para viver bem com a diabetes.

1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches intermediários por dia. Evitar pular as refeições é fundamental para manter a glicemia do sangue estável, sem picos.
2. Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.


3. Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia para manter o corpo hidratado. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.



4. Controle seu peso. O sobrepeso ou obesidade levam a piora do quadro de Diabetes, pois influenciam diretamente na produção de insulina do corpo.



5. Mexa-se! Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias. O exercício físico tem efeitos comprovados no controle dos níveis de açúcar no sangue. 



Com a prática regular é possível melhorar os resultados dos exames, podendo até diminuir a quantidade necessária de remédio e insulina. 



6. Aprenda a ler o rótulo dos alimentos e verifique a tabela nutricional e a lista de ingredientes, preferindo sempre que possível, aqueles com menor quantidade de sódio, gordura e açúcar. Para mais dicas de rotulagem, clique aqui.




7. Saiba a diferença entre carboidratos complexos e simples para fazer melhores escolhas. Os carboidratos simples são digeridos e absorvidos rapidamente, produzindo um aumento súbito da taxa de glicose no sangue (glicemia). Exemplos: frutas, mel, xarope de milho, açúcares. Os complexos são digeridos e absorvidos lentamente, ocasionando aumento pequeno e gradual da glicemia. Exemplos: arroz, pão, batata, massa e fibras. Prefira os complexos para evitar picos de glicemia. 



8. Troque bebidas açucaradas por bebidas feitas com frutas naturais e adoce com o adoçante de sua preferência. Além de reduzir as calorias, o uso do adoçante não impacta na glicemia. 



9. Dê preferência às preparações assadas, cozidas, grelhadas ou refogadas, que em comparação com outras formas de preparo, como as frituras, possuem menos calorias e menor quantidade de gorduras.



10. Prefira sempre consumir alimentos nas versões integrais, pois são ricos em fibras, que além de serem aliadas ao funcionamento do intestino, ainda auxiliam no controle da glicemia Por isso, opte por: arroz e macarrão integral, aveia, cereais e biscoitos ricos em fibras.





11. Procure evitar o consumo excessivo de gordura, pois pacientes diabéticos tem maior risco de desenvolvimento de doença cardiovascular. Assim, reduza o consumo de gordura saturada, mais conhecida como gordura ruim, e que está presente principalmente em carnes vermelhas gordurosas, pele de frango, manteiga e leite integral. Inclua gorduras insaturadas na dieta, conhecidas como gorduras boas, e que estão presentes em óleos vegetais, azeite, frutas oleaginosas, creme vegetal, sardinha e salmão.



12. Prefira os temperos naturais. O uso das ervas aromáticas é uma forma de reduzir a quantidade de sal na preparação, deixando a dieta mais saudável. Aposte no manjericão, salsa, alecrim e orégano em carnes, legumes e saladas e incremente o cardápio da semana.



13. Entenda a diferença entre diet e light.Diet: são alimentos destinados a pessoas que possuem alguma restrição na alimentação, como os diabéticos, que devem evitar o açúcar. Para um alimento ser considerado diet, algum nutriente deve ser totalmente removido da sua formulação. Assim, a restrição pode ser de qualquer um dos nutrientes, como carboidrato, gordura, proteínas e sódio. Em caso de dúvida, confira sempre a lista de ingredientes. .Light: alimentos produzidos de forma que sua composição reduza em, no mínimo, 25% o valor calórico e/ou algum dos seguintes nutrientes: açúcares, gordura saturada, gorduras totais, colesterol e sódio, comparado com o produto tradicional ou similar de marcas diferentes.



14. Evite saunas e escalda pés. O diabetes afeta a microcirculação, lesionando as pequenas artérias que nutrem os tecidos, especialmente aquelas que levam o sangue até as pernas e os pés. Em função desta alteração circulatória, os riscos de exposição às altas temperaturas e aos choques térmicos podem agravar ou desencadear problemas cardíacos. Além disso, o diabetes afeta a sensibilidade dos pés, e a pessoa pode não perceber a água muito quente ao fazer escalda pés.



15. Cuide da sua saúde bucal. A higiene bucal após cada refeição para o paciente com diabetes é fundamental. Isso porque o sangue dos portadores de diabetes, com alta concentração de glicose, é mais propício ao desenvolvimento de bactérias. Por ser uma via de entrada de alimentos, a boca também recebe diversos corpos estranhos que, somados ao acúmulo de restos de comida, favorecem a proliferação de bactérias. Realizar uma boa escovação e ir ao dentista uma vez a cada seis meses é essencial.


18 de fevereiro de 2016

Cravo da Índia e seus benefícios



Na busca pelo emagrecimento, alimentos naturais ajudam a alcançar o objetivo e ainda proporcionar um melhor funcionamento do organismo. O cravo da Índia é um destes ingredientes indicados para quem busca o equilíbrio entre boa forma e saúde.
Esta especiaria proveniente da Indonésia e facilmente encontrada em supermercados e lojas de produtos naturais é comumente conhecida na culinária por agregar sabor e aroma às receitas. No entanto, sua função medicinal também já é aplicada há muito tempo. Vamos entender agora para que serve esse ingrediente.
São muitos os benefícios do cravo da Índia. Seu uso é recomendado para o tratamento de tosses, gases instestinais, inflamações, dores de dente, bronquite, e ainda para quem pretende perder peso. As propriedades do cravo da Índia aceleram o metabolismo e a digestão, ajudando na queima de gordura.

Nutrientes

O cravo da Índia é rico em nutrientes e óleos essenciais que auxiliam mente e corpo. O seu principal componente, responsável pelos seus efeitos e odor poderosos é uma substância chamada eugenol, importante anestésico local e antisséptico. Este componente ativo desencadeou numerosos estudos sobre os benefícios do cravo da Índia à saúde, como inclusive a prevenção de cânceres do aparelho digestivo e inflamação nas articulações.
O cravo contém ainda uma boa quantidade de sais minerais como potássio, manganês, ferro, selênio e magnésio. Além disso, possui boa quantidade de Vitamina A, Vitamina C, Vitamina K e beta-caroteno.

Conheça os benefícios do cravo da Índia para a boa forma e saúde

Os benefícios do cravo da Índia devem-se às suas propriedades antissépticas, cicatrizantes, antifúngicas, antibacterianas, antioxidantes, analgésicas e anti-inflamatórias. O óleo extraído do cravo da Índia age contra gases e inchaço. Reduz a pressão de gás no estômago, auxiliando na eliminação adequada dos alimentos e toxinas. Também é eficaz contra náuseas, soluços, enjoo e vômitos. É indicado ainda para manter a saúde bucal, aliviando dores de dente e nas gengivas. Vamos ver para que serve esta especiaria?

1. Circulação sanguínea

O óleo extraído de cravo da Índia atua na circulação sanguínea, melhorando seu fluxo e auxiliando, por consequência, todo o organismo. O extrato também ajuda a nutrir a pele e melhorar o sistema imunológico ao purificar o sangue.

2. Expectorante

O chá de cravo da Índia atua como expectorante, soltando o muco presente na garganta e no esôfago.

3. Analgésico e antisséptico

eugenol, antisséptico natural presente no cravo, auxilia na eliminação das marcas de acne, proporcionando também o equilíbrio da pele e evitando o surgimento de rugas. O chá de cravo da Índia pode ainda amenizar dores de cabeça, cólicas menstruais, candidíase oral, baixar a febre, aliviar dores de dente e inflamações de garganta. É também um bom remédio caseiro para infecções, queimaduras e feridas.

4. Acelera o metabolismo

Dentre os benefícios do cravo da Índia ainda estão a aceleração o metabolismo, promovendo o aumento da produção de saliva e dos líquidos responsáveis pela digestão, auxiliando na queima rápida de gordura.

5. Digestivo

O cravo da Índia melhora o poder de digestão, aumentando as secreções de enzimas gastrointestinais. Assim, ajuda a aliviar problemas de indigestão e prisão de ventre. Também ajuda em casos de náuseas e mal-estar estomacal.

6. Alívio da tosse

Em função das propriedades do cravo da Índia expectorantes, este é ótimo para aliviar a tosse. Neste caso, é recomendável adicionar a especiaria no chá e consumir até o alívio da tosse.

7. Músculos

O cravo da Índia reduz os espasmos musculares e ajuda a aliviar os músculos no caso de cãibras.

8. Antioxidante

O cravo da Índia atua como excelente antioxidante, que combate os radicais livres e ajuda a evitar danos na pele. Possui grande capacidade de liberar hidrogênio e reduzir consideravelmente a peroxidação lipídica, que é a quebra das gorduras poli-insaturadas.

9. Antisséptico bucal

O chá de cravo da Índia é usado no tratamento de bactérias encontradas na boca e no estômago. Sua função antisséptica também age na eliminação do mau hálito. Estes benefícios do cravo da Índia o fazem ser utilizado ainda como ingrediente em pastas de dente. Possui ação comprovada também contra dor de dente e nas gengivas e contra as cáries.

10. Bom funcionamento da tireoide

A especiaria ajuda quem sofre de hipotireoidismo ou hipertireoidismo e atua também na prevenção do surgimento dessas disfunções de tireoide.

11. Controle do colesterol

O cravo da Índia ajuda também no controle do colesterol ruim, sendo ainda bom antiviral e antifúngico.

12. Anti-inflamatório

O eugenol presente nas propriedades cravo da Índia atua como substância anti-inflamatória. Estudos em animais mostraram que a utilização do cravo em algumas dietas reduziram significativamente os sintomas da inflamação. A especiaria ainda contém uma variedade de flavonoides, que também contribuem em suas propriedades anti-inflamatórias.

Contraindicações

O consumo de cravo da  Índia é contraindicado para mulheres gestantes ou em fase de lactação, além de crianças menores de seis anos e pacientes com problemas gastrointestinais e doenças neurológicas. Também deve ser evitado o seu uso exagerado, e a sua aplicação em zonas mucosas irritadas. A aplicação excessiva do óleo pode causar irritação na pele.

Noz moscada e seus benefícios



Ingrediente comum na culinária do mundo todo, a noz moscada é utilizada em pratos quentes, molhos e saladas. Mas você save para que serve esse condimento? Esta especiaria de cheiro e sabor marcantes também é popular por suas propriedades medicinais e é também encontrada em produtos de higiene bucal, dermatológicos, usada em homeopatias e pode solucionar diversos problemas de saúde.
Esta semente encontrada em frutos da árvore Moscadeira pode desempenhar a função de sedativo, estimulante, relaxante e anti-inflamatório. Auxilia o corpo aliviando dores, aumentando a circulação sanguínea, promovendo a concentração e combatendo a depressão e problemas respiratórios.
Um dos benefícios da noz moscada é o de acelerar o emagrecimento, se aliada à pratica de exercícios físicos e bons hábitos alimentares, pois a especiaria possui a capacidade regular o trato gastrointestinal. Vejamos abaixo as principais propriedades da noz moscada e para que serve essa especiaria ao nosso organismo.

Características

Entre os minerais essenciais encontrados na noz moscada estão potássio, cálcio, ferro e manganês, que é um catalisador para quebrar gorduras e colesterol, um processo importante na perda de peso. A semente é rica ainda em vitaminas do complexo B, incluindo a vitamina C, ácido fólico, riboflavina, niacina, vitamina A e muitos antioxidantes flavonoides como betacaroteno e criptoxantina que são essenciais para uma ótima saúde. Outras propriedades da noz moscada, nutricionalmente falando, são baixo teor de sódio e colesterol baixo.

Formas de uso

A noz moscada pode ser administrada em pó ou óleo, mas também é possível encontrá-la em comprimidos ou cápsulas. A maioria dos tratamentos envolve os dois primeiros. Por causa do seu sabor potente, alguns preferem comprar cápsulas vazias e encher com óleo ou pó de acordo com a dose recomendada. 

Contraindicações

Pesquisas mostram que a noz moscada possui propriedades abortivas e por isso não deve ser consumida por gestantes. Além disso, sabe-se que ingerir uma nos moscada inteira ou cinco gramas da especiaria ralada pode causar alucinações visuais e auditivas, além de provocar descontrole motor.
Vamos conhecer a partir de agora todos os benefícios da noz moscada para a boa forma e saúde.

1. Tônico cerebral

Um dos conhecidos benefícios da noz moscada é o de estimular o cérebro. Portanto, a especiaria remove o esgotamento mental, o estresse e a fadiga. Melhora a capacidade de concentração do indivíduo e pode ser bom remédio contra a ansiedade e a depressão. Contém um composto orgânico natural chamado miristicina, que é conhecido por proteger o cérebro contra doenças degenerativas, como o mal de Alzheimer.

2. Alívio de dores

O extrato é utilizado como sedativo no tratamento de diversas dores nas articulações ou nos músculos. Massagear o óleo de noz moscada sobre a área afetada é um tratamento eficaz para a artrite, reumatismo e lumbago. Também ajuda a reduzir o inchaço das articulações.

3. Digestivo

O óleo de noz moscada também é indicado para quem tem problemas relacionados à digestão, como diarreia, constipação intestinal e flatulência. Alivia a indigestão, pois atua removendo o excesso de gás do estômago e intestinos. O extrato também aumenta o apetite.

4. Tratamento de mau hálito

A noz moscada age contra as bactérias que produzem o mau hálito. Por isso, é também utilizada como ingrediente em muitas pastas de dente e enxaguatórios bucais. Auxílio contra problemas de gengiva e dor de dente ainda são outros benefícios da noz moscada.

5. Desintoxicação de fígado e rins

A desintoxicação é um fator importante para a boa saúde. Poluição, estresse, tabaco, medicações e outras substâncias externas podem levar ao acúmulo de toxinas no organismo. O fígado e os rins são os locais onde geralmente estas toxinas se desenvolvem e a desintoxicação destes órgãos é mais um dos benefícios da noz moscada.
Ela também ajuda na dissolução de cálculos renais e a prevenir a acumulação de ácido úrico em outras partes do corpo, como aqueles que conduzem a gota e a inflamação das articulações.

6. Cuidados com a pele

A noz moscada também é um poderoso ingrediente para manter uma pele saudável. Ajuda a alcançar maciez e a resolver diversos problemas dermatológicos. Um creme feito com pó de noz moscada e mel pode ser aplicado na região afetada por acnes, para remover as marcas.

7. Tratamento de insônia

Para quem tem dificuldades para dormir, um copo de leite com pó de noz moscada pode ajudar a relaxar e induzir ao sono.

8. Alívio de cólicas menstruais

Algumas mulheres sofrem bastante com as cólicas no período menstrual e a noz moscada pode ser um remédio bastante eficaz contra estes sintomas desconfortáveis. Ajuda ainda a reduzir os efeitos da Tensão Pré-Menstrual, como a depressão, mudanças de humor e o desequilíbrio hormonal.

9. Circulação sanguínea

Com suas propriedades estimulantes e aroma relaxante, a noz moscada aumenta a circulação sanguínea e conforta o corpo. Também estimula o sistema cardiovascular e, portanto, é considerado um bom tônico para o coração.

10. Sistema respiratório

Ingrediente em muitos xaropes para a tosse, o alívio da congestão e demais sintomas de resfriado são outros benefícios da noz moscada. Acredita-se também que o seu óleo pode ser benéfico para o tratamento de asma.

13 de agosto de 2014

Doce de Abóbora Diet


Ingredientes:
1 e ½ kg de abóbora descascada e picada
½ xícara das de chá de coco fresco ralado
4 colheres das de sopa de adoçante culinário (sucralose)
6 cravos da Índia
2 paus de canela



Modo de Preparar:

Leve todos os ingredientes ao fogo brando e cozinhe mexendo até que fique cremoso.


9 de agosto de 2014

Doce de Mamão Verde Diet


Ingredientes:

3 mamões verdes descascados lavados e ralados em fios longos
4 xícaras das de chá de frutose
3 colheres das de sopa de adoçante culinário (sucralose)
10 cravos da índia
3 paus de canela
1 xícara das de chá de suco de laranja natural coado

Modo de Preparar:

Ponha em uma panela a frutose, o suco, o adoçante, os cravos e a canela, depois de abrir fervura ponha o mamão deixe cozinhar por aproximadamente 1 hora, leve a geladeira.


5 de agosto de 2014

Berinjela em Conserva (Light)


Ingredientes:
1 kg de berinjelas com cascas fatiadas bem fininhas e depois cortadas em tiras
2 colheres das de sopa bem cheias de sal
½ xícara das de chá de suco de limão
3 dentes de alho esmagados
1 cebola pequena cortada em cubinhos bem pequenos
1 colher das de sopa de manjericão fresco bem picadinho
1 colher das de chá de gengibre picadinho
2 colheres das de sopa de azeitonas pretas picadinhas
Azeite que baste para cobrir as berinjelas em um pote

Modo de Preparar:
Em uma tigela ponha as tiras de berinjela com o sal e deixe por cerca de 2 horas.   Escorra o liquido que se forma e lave bem a berinjela em água corrente, esprema bem para retirar todo liquido até que fique bem sequinha, regue com o suco de limão, deixe mais 10 minutos e escorra, ponha todos os temperos menos o azeite e misture bem.  Em um pote de vidro ou plástico bem limpo ponha a berinjela temperada comprimindo bem e depois complete o pote com azeite.   Conserve na geladeira por até duas semanas ou no freezer por até três meses.


Sugestão: Use em saladas, em sanduíches, em massas ou como aperitivo.

1 de julho de 2014

Pão Integral recheado com Tomates Secos


Ingredientes:
Massa:
½ xícara das de chá de açúcar mascavo
1 ½ xícaras de chá de leite de soja morno
½ xícara de chá de óleo de gergelim
1 colher de chá de sal
50 g de fermento biológico fresco
250 g de farinha de trigo branca
250 g de farinha de trigo integral

Recheio:
folhinhas de manjericão fresco

Modo de Preparar:
Modo de Preparar:
Ponha no liquidificador o ovo, o leite de soja,  o óleo de gergelim, o açúcar mascavo, o sal  e o fermento e bata.  Despeje a mistura em uma tigela e acrescente as farinhas. Misture até ficar homogêneo.  A massa ficará bem úmida. Deixe crescer por aproximadamente 40 minutos ou até dobrar de volume.  Divida a massa em duas partes, acomode uma parte em um refratário untado com azeite e enfarinhado, ponha os tomates secos em conserva no azeite e as folhas de manjericão.  Cubra com a segunda metade da massa, decore com tomates secos e deixe descansar mais cinco minutos.  Asse em forno pré-aquecido 280°C por aproximadamente 35 minutos. Quando estiver dourado e com um som oco ao bater, estará pronto.


Bolo de Maçã da Marcia



Ingredientes:
4 maças grandes picadas em cubinhos
2 xícaras das de chá de açúcar refinado
1 colher das de café de canela em pó gosto
1 colher das de café cravo da Índia moído
3 ovos batidos
1 xícara das de chá de manteiga derretida
3 xícaras das de chá de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher das de sopa de fermento em pó
Passas, ameixas picadas , nozes e frutas cristalizadas.

Modo de Preparar:

Misture todos os ingredientes deixando as frutas  por último.   Leve ao forno pré-aquecido por aproximadamente 1 hora.

29 de junho de 2014

Strudel de Legumes

Ingredientes:
Massa:
2 xícaras de farinha de trigo peneirada

1/2 xícara de água fria

150 g de manteiga


Recheio:
1 ovo batido (para pincelar) (como substituir) ou pincele com mel
3 colheres das de sopa de azeite
1 alho poro picado finamente
2 dentes de alho esmagados
1 pimentão vermelho em tiras
1 pimentão amarelo em tiras
50 g de shimeji picado
100 g de espargos verdes ou picados
2 colheres das de sopa de sopa de farinha
2 colheres das de sopa de dashi
¼ de xícara das de chá de leite
4 colheres das de sopa de sopa de vinho branco seco
2 colheres das de sopa de manjericão frescos picados
Sal a gosto


Modo de Preparar a Massa:
Misture a farinha com a água e 150 g manteiga derretida amasse bem, cubra e deixe descansar por meia hora.   Divida a massa em 2 partes desiguais, abra a massa com  um rolo, bem fina, sobre a mesa enfarinhada, depois de bem esticada passe a massa para um pano de copa bem úmido, amassa deve ficar bem fininha e transparente.

Modo de Preparar o Recheio:
Aqueça o azeite numa frigideira antiaderente e refogue o alho poro e o alho, mexendo até ficarem amolecidos; adicione os outros legumes e deixe cozinhar por uns 4 minutos mexendo sempre. Adicione a farinha e deixe dourar durante 1 minuto.   Coloque os legumes numa panela e junte o dashi, o leite e o vinho branco. Deixe levantar fervura e engrossar, sem parar de mexer. Misture o manjericão e tempere com sal.
   Pré-aqueça o forno a 200ºC.   Estenda a massa e distribua o recheio sobre metade da massa menor, deixando uma borda de 1  cm. Com uma faca afiada faça cortes diagonais na outra metade da massa. Deixe uma borda de 2,5 cm de borda no comprimento, pincele as bordas do retângulo da massa menor com ovo batido e coloque a massa sobre o recheio. Pressione as bordas com força. Pincele o strudel com o ovo e leve ao forno durante 35 minutos, até a massa ficar douradinha. Sirva em seguida.
AcompanhamentoSalada Verde.


Lasanha de Berinjela - sem glúten


Ingredientes:
3 berinjelas fatiadas e cozidas no vapor
200 g de tofu moído
2 colheres das de sopa de óleo de canola
300 g de carne de soja reidratada com caldo de legumes
3 tomates maduros picados sem pele e sem sementes
½ xícara das de chá de tempero verde picado
½ xícara das de chá de água que sobrou da carne reidratada
1 xícara de creme de soja
sal



Modo de Preparar:

Refogue a cebola com o óleo, acrescente a carne e continue refogando, acrescente os tomates e água e deixe reduzir, desligue o fogo e junte o tempero verde e reserve.  Junte o tofu moído com o creme de soja, tempere com sal a gosto.   Em um refratário intercale as fatias de berinjela, de molho e de tofu com creme, terminando com o tofu, leve ao forno pré-aquecido por 10 minutos e sirva a seguir.

27 de junho de 2014

Biscoitos de Gengibre


Ingredientes:
150 gramas de manteiga derretida
75 gramas de açúcar mascavo
75 gramas de mel
1 ovo
1 colher das de sobremesa de gengibre moído
1 colher das de sobremesa de anis estrelado em pó
1 colher das de sobremesa de canela em pó
½ colherinha das de café de fermento em pó
300 gramas de farinha de trigo

Modo de preparar:

Misture todos os ingredientes na batedeira, menos a farinha e o fermento.  Desligue e junte a farinha já misturada ao fermento gradativamente.  Com um rolo e plástico para não grudar no rolo, abra a massa sobre uma superfície fria na espessura de meio centímetro, corte com cortador de biscoitos no formato que desejar e asse em forno médio (180°) pré aquecido por 10 minutos.  Depois de prontos decore a gosto e sirva com chá de gengibre e canela ou com chocolate quente.

PUBLIQUE TUAS RECEITAS NA COMUNIDADE

PÁGINA

Verdes Anos